PF faz diligências na Coimbra Distribuidora

3
Há informações de diligências também em residências de luxo de empresários de Porto Velho, Guajará Mirim

Cumprindo mandados judiciais da operação Dracma, agentes da Polícia Federal e Receita Federal fizeram diligências nesta manhã, na matriz da Coimbra Distribuidora, em Porto Velho. Há informações de diligências também em residências de luxo de empresários de Porto Velho, Guajará Mirim, além dos estados do Pará e Mato Grosso. Uma entrevista coletiva deve ocorrer ainda hoje, onde serão apresentados os resultados dessa grande operação.

A investigação busca provas de crimes de lavagem de capitais, sonegação fiscal e evasão de divisas provenientes de tráfico internacional de drogas. A operação envolve 220 policiais federais e 22 servidores da Receita Federal participam das buscas e diligências dando cumprimento à 72 mandados de busca e apreensão em diversas cidade dos estados de Rondônia, Pará e Mato Grosso.

A justiça determinou, ainda, o afastamento preventivo dos principais investigados (gerentes e proprietários) das suas funções nas empresas envolvidas com o esquema criminoso, e o sequestro de bens e valores dos investigados. Somados, os recursos bloqueados podem ultrapassar a cifra de R$70.000.000,00 (setenta milhões de reais).

Os 26 inquéritos policiais, 36 relatórios fiscais e 86 laudos de perícia financeira que compõem a investigação apontam que grandes empresas comerciais-exportadores do estado de Rondônia mantêm, há anos, atividades secundárias de captação e administração de capitais, remessa e conversão de câmbio, direta ou indiretamente, de pessoas físicas que se dedicam à prática do tráfico de drogas e outros crimes. Com informações Diário da Amazônia.