Diplomatas abandonam reunião da ONU por presença de chanceler de Maduro

6
Caso ocorreu durante encontro da Comissão de Entorpecentes do Organização das Nações Unidas

Vários diplomatas abandonaram, nesta quinta-feira, uma reunião da Organização das Nações Unidas sobre drogas em Viena, na Áustra, devido à presença do ministro das Relações Exteriores venezuelano Jorge Arreaza, ligado “presidente ilegítimo” Nicolás Maduro. Representantes de países latino-americanos, e também dos Estados Unidos, Canadá e algumas nações europeias, entre elas a França, deixaram a sala quando o chanceler subiu ao pódio para falar durante o encontro da Comissão de Entorpecentes.

“Os membros da delegação venezuelana que estão aqui hoje representam o governo ilegítimo de Nicolás Maduro e, portanto, não se pode considerar que estão falando em nome do povo venezuelano”, disse um porta-voz da missão dos Estados Unidos às organizações em um comunicado após o incidente. Cerca de 50 países reconhecem o líder oposicionista jurado presidente interino, Juan Guaidó, como o chefe de Estado da Venezuela. Por AFD.