Homem morre após ser atacado em casa pelos próprios pit bulls

5
Edmilson Alves de Oliveira, de 55 anos, chegou a ser socorrido pelos Bombeiros, mas não resistiu

Um pintor morreu depois de ser acatado pelos próprios pit bulls, dentro de casa, no Setor Barravento, na região Noroeste de Goiânia. A tragédia ocorreu nesta segunda-feira (11/3). Segundo informações da família, Edmilson Alves de Oliveira, de 55 anos, começou a ser mordido quando foi fechar o portão da residência. Ele chegou a ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros, mas não resistiu.

Ainda de acordo com os parentes, os pit bulls, Lessie, de 10 anos, e Spike, de 4, eram dóceis com todos da residência, mas nos últimos meses aparentavam um pouco mais agressivos que o habitual. Inclusive, eles relataram também que, há um mês, o casal de animais matou um terceiro cachorro da família.

Edmilson morava com a mulher Terezinha Maria de Oliveira, 66 anos. Em entrevista ao G1, ela contou que ouviu os gritos de socorro do marido, que havia saído de dentro da casa para fechar o portão. Ao ver que ele estava sendo atacado, ela tentou, sem sucesso, afastar os animais. “Os cachorros grudaram nele e iam ‘estilingando’ para tudo quanto era banda. Eu querendo acudir, ele estatelava os olhos em mim e pedia: ‘Me acode, Preta! Me acode!’. Eu não dava conta”, contou, muito abalada, ao portal.

O enteado do pintor e filho de Terezinha, Danilo Martins de Oliveira, que mora ao lado, também ouviu os pedidos de ajuda e pulou o muro. Ele se muniu de um concreto e tentou ajudar a mãe, mas também não conseguir fazer com os cachorros se separassem de Edmilson. A família acionou o Corpo de Bombeiros, que socorreu o pintor, mas ele morreu antes mesmo de chegar a uma unidade de saúde.

Após o ocorrido, os animais foram levados ao Centro de Zoonoses de Goiânia, onde ficarão por avaliação de comportamento por 90 dias. Informações G1.